segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

"Mesmo que as palavras sejam esquecidas, que a presença não seja constante e que os caminhos sejam diferentes: pode ter certeza te amarei pra sempre."


"É. Realmente é muito bom amar, ruim é saber que quem você ama não ama você!"


"Besteira minha acreditar que você seria meu um dia! Posso não ser tudo que você quer mas sou muito mais do que você merece!"

domingo, 27 de dezembro de 2009

Veloz



Veloz é o meu coração



Que busca você em qualquer estação


Bem mais veloz que a cidade


Que voa na contramão


Veloz é o tempo se estou com você


Que me ensina o melhor de viver


Bem mais veloz que a verdade


Que diz o que eu não sei dizer


Não fale mais da dor, meu amor


Não diga mais que é o fim


Toda essa fúria


Esse amar assim


Falam do que penso


Tramam no que sou


Porto de chegada do amor

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Amar, amar


Como te amo , Como te quero

eu faria de tudo para mudar o destino

e trazer você para mim agora

brigaria com o mundo

choraria minha ultima lágrima

daria meu ultimo sorriso

gritaria a todos que te amo

pediria ao céus , para que você nunca partisse

mas nada adiantou você se foi

me deixando aqui perdido



na escuridão deste amor

me calei diante da sua despedida

deixei que as lágrimas falassem por mim

juro tentei apagar todo meu sentimento por ti

mais não consigo a cada dia te quero mais

te desejo , preciso de você

aprendi com tudo isso

que não devo me calar e deixar

minha felicidade partir assim

preciso decidir irei lutar

por você pela nossa felicidade

simplesmente porque te amo !!!

Fragmentos de minha alma...



Fragmentos da alma
Vania Staggemeier
Desiludida caminho só...
Colhendo no amanhecer...
As flores orvalhadas do campo...

Pra te ofertar...
Nesta ilusão cega...
De um olhar magoado...
Num canto de espera...
Onde te silenciaste agora...

Carrego comigo as lágrimas...
E a minha madrugada...
Com a noite que passei acordada...
Na dor calada deste coração...

Sem poder chorar...
Engoli meu pranto...
Com a certeza de você...
Não mais me amar...

Cego você usou tua desconfiança...
Pra duvidar de meu amar...
Deixou-se levar cobrando-me...
Respostas que eu não pude dar...

Levou contigo...
Minha ilusão...
Meu sonho...
Deixando a mim só...
Está tristeza no olhar...
Fragmentos de minha alma...

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Gavetas da Memoria...


Hoje, revirando gavetas encontrei fotos. Sentimentos adormecidos ressurgiram num instante. Frente a mim tudo se sucedeu. Fotos de um amor. Senti-me reviver, renascer, Experimentar. Perante os meus olhos... Assim aconteceu. Revi-me a menina que tu tomaste nos braços E que docemente tornaste tua. Revivi instantes, promessas, amores, juras... E no meu peito uma cicatriz reabriu. E tive a certeza de ainda me sentir tua. O corpo, a alma e o coração. A convicção de ter sido realmente amor. A veracidade de que nada se igualará. Na parede da memória tudo se passou. Lágrimas brotaram, As gavetas... Fecharam. O sorriso murchou. A lembrança guardada Na esperança de um dia voltar a existir

Hoje decidi ser uma poetisa sem nome,pois pra falar tudo que tenho aqui guardado é preciso que eu fique despida de identificação,ao menos para os meus amigos leitores,pois Deus,sei que sabe quem eu sou... Há algum tempo atrás conheci um certo alguém.Não o amava,mas com o tempo aprendi a amá-lo.Descobri o amor ou a paixão,não sei ao certo.O que sei é que durante alguns dias,meses e anos,experimentei ao lado desse alguém momentos de felicidade,até que o mesmo Deus que me fez encontrar esse alguém,pediu para mim o seguinte:"Filha minha,volta-te novamente para o caminho da verdade e deixa as outras coisas,porque delas eu cuidarei" Eu não sei por qual motivo,mas o meu coração,resolveu tonar-se obstinado a essa mensagem.Houve tentativas da minha parte para que tais palavras fossem colocadas em prática,mas ao primeiro obstáculo,eu regredia!Deus me falou então:"Se tu resistires a primeira vez,te darei forças para que resistas sempre"Até hoje ainda não resisti pela primeira vez!Deixei de tentar!Só procuro à Deus quando preciso...



Meu coração só ouve aquilo que quer!Decide por ele mesmo!Estou sendo dominada pelas minhas fraquezas!Minhas atitudes não condizem com aquilo que realmente gostaria de fazer...Resultado:a minha vida está sendo tocada pelo inimigo!É difícil pra mim admitir isso,mas é a verdade!Poderia enganar aos outros,mas a mim mesma,como posso?Deus tem falado ao meu coração que quer me ver seguindo à Ele verdadeiramente.Todos os dias Ele me chama!!!Quer que eu deixe as coisas erradas e seja luz para aqueles que precisam da palavra...Meu coração não quer ouvir!Meu coração não quer aceitar o que Deus tem dito!Não quero ser hipócrita dizendo:Amo a Deus acima de todas as coisas,quando na verdade não é assim que procede,pois se Ele estivesse realmente acima de todas as coisas pra mim,eu O ouviria!É triste eu olhar pra minha vida e perceber que não sou aquilo que Deus quer!É triste perceber que eu tenho a cada novo dia a oportunidade de me entregar ao Criador e não o faço!Se vc,que está aí sentado(a) lendo essa mensagem e não tem o coração duro e burro como o meu,aceita a Jesus como teu salvador e senhor,entrega tua vida a Ele e o mais Ele fará!Creia nisso e verá sua vida se transformar!Se saiu dos caminhos do Senhor,volta!Eu sei que ainda vou ouvir as palavras que Deus tem me dito,eu sei que vou voltar pra Ele,mas antes vou precisar de alguém que ore por mim...Esse alguém é vc

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

DESCOBRI O QUANTO TE AMO!

ELA não me faz tanta falta assim no entanto, muitas vezes me pego pensando
que os vaga-lumes salpicados em abundância
nos campos vazios , nas noites de verão
eles sim reclamariam um apagão

se observassem pelo menos por um instante
a luminosidade ímpar da esmeralda liquida
que enche as pupilas mimosas
dos seus olhos fagueiros

Sou enfático em afirmar, ela não me faz tanta falta assim
no entanto, há momentos em que, absorto numa reflexão
imagino que o bicho-da-seda
interromperia sisudo, ranzinza, seu novo brocado
se sentisse num breve toque
a qualidade da seda maviosa que reveste a morenice suave
de seu corpo, gentilmente sinuoso
delicadamente coleante,

Continuo insistindo, ela não me faz tanta falta assim
só que há dias, em que,
ao abrir o seu leque de inúmeros predicados, reconheço:
que o jovem colibri, no zênite de seu vôo,
ao talhar os campos azuis
cairia fulminado, lívido, esquálido
talvez ainda tépido,
se sorvesse nas flores d’alma
o prisma de sensações singulares que é refletido
em todo o meu ser
ao você compor, mais um daqueles sorrisos,
qual banho de quimera n'alma, doce e cativante

E que os bastos frocados de neve,
só cairiam na madrugada
para esconder-se ruborizados
na lousa negra e fria da noite,
ao observarem por um breve momento
as contas que enfileiram, como que um alvo colar de perolas
também doados generosamente,
por esse seu sorriso melífluo,
que me é vital

Persisto em dizer,
ela não me faz tanta falta assim
no entanto, admito
que Saturno ficaria com inveja
descarregando com austeridade um: “ Os meus duram mais!! “
ao perceber estupefato, a perfeição e encanto
dos anéis de um brilho negro azeviche, nunca vistos
de seus cabelos, que me embaraçam de paixão

Decididamente cheguei a conclusão:
ela não me faz tanta falta assim, entretanto
aqui ruminando um pensamento:
não discordaria que:
o Etna, no ápice de sua cólera, se calaria
o El Ninho,
com seus tentáculos gigantescos e irrequietos de medusa
no apogeu de sua ira, se deteria
que as asas vorazes da borrasca,
sulcantes no seio do pacífico se quebrariam
Que as serpentes monstruosas e reluzentes,
dardejadas das entranhas da procela,
se converteriam em ingênuos coriscos,
Katrina, como ingênua menininha, em pânico
com medo do véio do saco,
sumiria

E que finalmente , as Cataratas do Iguaçu
promoveriam 2 minutos de silêncio
se todos juntos, sim todos!
Assistissem de camarote, na última sessão,
Boquiabertos, emudecidos, com suas pipocas intocáveis,
se todos presenciassem
as tempestades turbulentas, colossais e sem detença
que ocorrem, nos recônditos d’alma,
e no âmago do coração,

Por não ter mais você.


Razão de viver.

Anjo da minha vida...

Dentro de mim mora um anjo
Que as vezes não me deixar nanar

Mas que enche minha vida de encanto

E às vezes mal cabe no peito,mas, me faz suspirar...


Dentro de mim mora um anjo

Que mexe com todo meu ser

E sua presença em meu mundo

É minha razão de viver.


Dentro de mim mora um anjo

Que me cativa com o olhar

Me envolve com seus sorrisos

Me faz mil versos criar...

Dentro de mim mora um anjo

Que você não precisa conhecer

Pois ela é você...