quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Tudo continua interminável, meu amor



A vida foi a grande mãe
A conspirar a favor do nosso amor
Aos beijos e encontros de paixões
Programados nos abraços vigorosos
Sob a candidez da lua
Postada nas flores da rua.

Foram vibrações imensuráveis
Na embriaguez do amor em nossas almas
Adejando no carinho lauto
Dos abraços loucos e apaixonados
Sentados entre as flores na praça
Agarradinhos brincando com os pássaros...

O feitiço foi imediato em nossos corações
A eminência do amor se tornou mágico
Os raios da alegria viraram encantos
Aureolando nossa alma.
Nas noites de paixões

A vida corou os nossos sonhos
Os planos abençoados pelos anjos
A eloquência perfumou o coração
O desejo se transformou em cânticos
Pincelados de jactância.

No plenilúnio das noites
Os beijos lascivos
Molharam de amor
A nossa vida
Com seus raios de fogo.

Tudo continua interminável
Pela loucura e pela paz
Dividida por nossas almas
Brincando de viver e amar
Entre beijos e abraços.

Nenhum comentário: